quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Tyson 16 anos depois


Tyson e Holyfield abraçam-se


Foi em Chicago que os ex-lutadores de boxe de pesos pesados Mike Tyson e Evander Holyfield se abraçaram publicamente, num sinal de reconciliação, passados 16 anos da polémica entre ambos enquanto profissionais.

Este encontro foi apadrinhado por Henry Tillman, medalhista de ouro dos pesos pesados ​​em 1984 na Olimpíada de Los Angeles.

Colocou o seu rosto como suporte para a marca Real Holyfield, molho de churrasco do seu ex- colega de profissão.. 

Esta foi provavelmente a melhor maneira de Tyson pedir desculpas a Holyfied pelo ataque estranho e agressivo deferido na noite em que se enfrentavam para o título mundial de pesos pesados que se realizou no MGM Grand Garden, em Las Vegas em 1997.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

O melhor sorriso de Hollywood

E o Óscar vai para

Denzel Washington

Um estudo realizado pela Water Pik levou os consumidores a escolheram as celebridades com os melhores sorrisos de Hollywood.


O grande vencedor deste estudo da Water Pik foi o consagrado actor Denzel Washington, que venceu nas duas categorias. Ele foi eleito com o melhor sorriso tanto por homens como por mulheres, em segundo lugar ficou o não menos consagrado George Clooney e em terceiro Will Smith na votação dos homens, já na das mulheres o terceiro eleito foi Bradley Cooper. 


Anne Hathaway


No entanto, a votação para eleger o sorriso feminino já não foi tão consensual, aí homens e mulheres têm divergências para escolher o melhor sorriso de Hollywood.

Neste item os homens preferem a actriz de "Os Miseráveis", Anne Hathaway , já as mulheres preferem Jennifer Lopez.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Finalmente Paz para Julia Pastrana


Julia Pastrana
O embalsamento de uma mexicana exibida na Europa no século XIX, como a "mulher macaco" por ter uma doença que produzia uma espessa barba e cabelo na testa, serão devolvidos ao México pela Universidade de Oslo, anunciou o jornal Reforma .
A universidade norueguesa reagiu positivamente ao pedido das autoridades do estado mexicano de Sinaloa, que exigiu a repatriação do corpo de Julia Pastrana, uma mulher de origem indígena, que viveu entre 1834 e 1860.
O seu corpo com excesso de pêlos e rosto símio, despertavam as atenções, para além disso possuía habilidades para dançar e cantar, por isso foi levada por um americano em meados do século XIX para ser exibida em feiras e circos.
Pastrana, que havia sido adquirida no início do século XIX por um showman norueguês para se tornar parte de uma exposição de casos raros, foi assumida pela Universidade de Oslo, em 1996.
Em Fevereiro passado, o governo norueguês havia pedido à universidade para avaliar a necessidade de manter o corpo da mexicana.

Ir tomar no cu


Ir tomar no cu




O ministro Miguel Relvas da republica portuguesa disse esta quinta-feira que respeita "as opiniões de quaisquer ex-membros do Governo", reagindo à crítica que o antigo secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas (na foto em cima), divulgou esta quinta-feira em relação às medidas de controlo de facturas por parte do Fisco. 
Escreveu o antigo governante no seu blogue que se for abordado "por algum senhor da Autoridade Tributária e Aduaneira" terá de responder-lhe para "ir tomar no cu".

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Terra ou Marte?


Solo de Marte

TERRA OU MARTE?


NASA - O Robô 'Curiosity' detecta em Marte indícios de água em cascalho.  
O robô ‘Curiosity’, em Marte desde 6 de Agosto, detectou cascalho aparentemente do leito de um antigo ribeiro que corria vigorosamente no planeta ‘vermelho’, noticiou a agência AFP, citando responsáveis pela missão espacial.
Outros indícios da presença, no passado, de água em Marte já tinham sido observados, mas não em tais sedimentos.

O tamanho e a forma dos calhaus dão a ideia da velocidade e da dimensão do caudal do ribeiro: os especialistas deduzem que a água fluía a cerca de 0,91 metros por segundo e a quase um metro de profundidade.

"É a primeira vez que vemos cascalho transportado pela água em Marte", assinalou um dos cientistas da missão, William Dietrich, da Universidade da Califórnia, nos EUA.
A abundância de canais na bacia aluvial leva os peritos a pensarem que os cursos de água eram contínuos ou frequentes durante um longo período, e não ocasionais ou com poucos anos.


Super metro


 China na vanguarda




A rede de metro de Pequim é a partir de hoje a maior do mundo. Quatro novas secções do metro de Pequim foram este domingo inauguradas, aumentando para 442 quilómetros a extensão da rede da capital chinesa com 16 linhas em funcionamento, o que a transforma na maior do mundo. Três linhas já existentes (8, 9 e 10) foram ampliadas e foi criada uma nova linha, a 6, com o objectivo de estimular o uso do transporte público e aliviar o trânsito nas estradas de Pequim. 

Com a inauguração das novas secções do metro, Pequim passa a deter a rede de metro com mais quilómetros do mundo, ultrapassando Londres (402 quilómetros), Seul (406,2 quilómetros) e Xangai (425 quilómetros). Ou seja, neste momento a China tem as duas maiores redes de metro do mundo.

A Terra vista de fora


Terra

Terra vista do Espaço (clica aqui)

A Terra vista de fora


A Terra é um insignificante ponto azul, e o nosso sol apenas um entre milhões de sóis de uma pequena galáxia, que é apenas uma entre centenas de milhões de galáxias, onde se verificam constantes explosões de materiais e gases que vão formar planetas e sóis.

As dimensões e natureza do universo ultrapassam o nosso entendimento.



A vida é solar: todos os seus ingredientes foram forjados num sol, em seguida reunidos num planeta, através de componentes cuspidos por uma explosiva agonia solar.

E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V


Estamos no terceiro planeta de um Sol derrubado do seu trono central, tornado um astro perdido de uma galáxia periférica, entre milhões de galáxias de um Universo em expansão.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V


A Física descobriu no Universo furor, violência e guerra, com explosões e implosões de astros, choques de galáxias, estrelas que se entreparasitam e se entredevoram canibalescamente.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V

Sem cessar apagam-se ou explodem sóis, congelam-se planetas; cem cessar, reúnem-se fragmentos e poeiras de astros mortos, girando em espiral sobre si mesmos para dar nascimento a novas galáxias e a novos sóis.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V

A minha actual suspeita é que o universo é não apenas mais estranho do que supúnhamos, mas também mais estranho do que podemos supor… Suspeito que há mais coisas no céu e na terra do que aquelas que sonhamos, ou podem ser sonhadas por qualquer das nossas filosofias.
J. B. S. Haldane, biólogo e matemático escocês, Possible Worlds and Other Essays

PERSPECTIVA CIENTÍFICA DA VIDA


A vida for formada a partir de materiais ejectados de explosões de materiais criados no seio das estrelas

Quando bebemos uma gota de água, bebemos o universo, pois a molécula da água, o H2O, reúne, no seu seio, o hidrogénio - vestígio da explosão inicial, ou Big Bang -, e o oxigénio, produzido na fornalha das estrelas e exalado por elas.
Michel Cassé, astrofísico francês, Desafio do Século XXI, edição portuguesa: Instituto Piaget.

Quando observarem as estrelas, vejam-nas noutra perspectiva. Observem-nas pelo que são: as mães dos átomos de que somos construídos, esses átomos que constituem as espécies mortais e pensantes que admiram o sol como um deus, um pai, ou uma central nuclear.
Michel Cassé, astrofísico francês, Desafio do Século XXI, edição portuguesa: Instituto Piaget.

As partículas que se constituíram no início do Universo, esses átomos que se forjaram nas estrelas, essas moléculas que se constituíram na Terra ou noutro sítio… tudo isso também está dentro de nós.
Michel Cassé, astrofísico francês, Desafio do Século XXI, edição portuguesa: Instituto Piaget.

ESTRANHOS NO UNIVERSO 


A visão que a ciência nos transmite sobre a posição insignificante da Terra face a um Universo virtualmente infinito, alimenta pensamentos angustiados sobre o nosso lugar nesse Universo em que somos positivamente um grão de areia.

Esta é a mais difícil das lições que os humanos têm que aprender. No universo as coisas não são boas ou más, cruéis ou simpáticas, mas simplesmente insensíveis - indiferentes a todo o sofrimento, desprovidas de qualquer intenção.
Richard Dawkins, sociobiólogo inglês, River out of Eden 

O homem sabe finalmente que está só na indiferente imensidão do Universo, de onde emergiu por acidente.
Jacques Monod, 1910-1976, bioquímico francês, Le Hasard et la Necessité

REFLEXÕES FILOSÓFICAS SOBRE O COSMOS


A visão científica do universo, e a constatação das suas dimensões incompreensíveis, gerou espanto e angústia em filósofos como Pascal. Qual o sentido da vida, num cosmo como o descrito pela ciência? O homem é um nada num universo grotescamente gigantesco. O homem não está no centro da criação, como os mitos e as religiões faziam crer, e as concepções tradicionais do homem e de Deus perderam sentido. O universo que o homem antigo concebeu – povoado de almas, deuses, luzes, vida - era um universo à nossa medida, habitável, em que a vida tinha sentido, em que a Terra estava no centro dos desígnios de Deus. O Universo revelado pela ciência é bastante diferente.

O eterno silêncio do espaço infinito assusta-me.
B. Pascal, 1623-1662, filósofo, físico e matemático francês, Pensamentos 

Quando considero a curta duração da minha vida, e o estar a ser engolido pela eternidade do antes e depois, ou o pouco espaço que eu preencho e vejo, mergulhado na infinita imensidade que ignoro e que não me conhece, tenho medo e espanto-me de estar aqui em vez de estar algures. Porquê agora em vez de antes? Quem me pôs aqui? Por ordem de quem e em que direcção me foi este lugar e tempo atribuído?
B. Pascal, 1623-1662, filósofo, físico e matemático francês, Pensamentos 

Viajamos numa vasta esfera, permanentemente mergulhados na incerteza, empurrados de um lado para outro. Sempre que encontramos uma referência e a queremos agarrar, ela desloca-se e perdemo-la. E se a seguimos, ela ilude o nosso abraço, evapora-se, e desaparece para sempre. Sonhamos permanentemente encontrar terreno sólido e alicerces para construir torres que dêem para o Infinito, mas sempre todas essas bases se esboroam, e a Terra teima em abrir-se em abismos.
B. Pascal, 1623-1662, filósofo, físico e matemático francês, Pensamentos 

Estamos infinitamente afastados de compreender os extremos da existência, uma vez que o fim das coisas e o seu começo estão desesperançosamente escondidos de nós, encapsulados num impenetrável segredo. Somos igualmente incapazes de ver o Nada de que fomos feitos, e o infinito em que estamos engolidos.
B. Pascal, 1623-1662, filósofo, físico e matemático francês, Pensamentos 

UM UNIVERSO ABSURDO


Qual o sentido da vida num Universo que se apresenta tão distante dos nossos sonhos?
A nossa consciência e inteligência detectaram um universo inabitável, um universo de silêncio, profundamente diferente da Terra e profundamente hostil, em que a vida não tem sentido. Isso afasta-nos desse Universo. Somos uma voz solitária e consciente num Universo absurdo.

O absurdo da vida nasce do confronto entre a voz humana e o desrazoável silêncio do Universo.
Albert Camus, 1913-1960, escritor e filósofo francês, The Myth of Sisyphus

Somos filhos do cosmos, mas, a nossa consciência, a nossa alma, torna-nos estrangeiros nesse cosmos de onde saímos e que não deixa de continuar a ser-nos secretamente íntimo.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V

A vida é talvez única, ou pelo menos raríssima no cosmo, e a nossa consciência é talvez solitária no mundo vivo.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V

O homem apareceu marginalmente no mundo animal, e o seu desenvolvimento mais o marginalizou. Estamos sozinhos sobre a Terra, entre os seres vivos conhecidos.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V

O nosso pensamento, a nossa consciência, dão-nos a conhecer o mundo físico, ao mesmo tempo que nos afastam dele.
E. Morin, sociólogo e filósofo francês, Método V